Barriga dura, com gordura mais interna, é a mais fácil de perder

imagem de Dr. Alexandre Ferreira

Dr. Alexandre Ferreira

Médico | Endocrinologista CRM 108 116 São Paulo, SP Nível 4
12 fãs 8.253 pontos 990772 visitas recebidas

A barriga dura, com gordura mais interna, é a mais fácil de ser perdida, ao contrário do que muita gente pensa. A mais resistente é a dos culotes e do quadril.
O ganho de peso na infância deve ser motivo de preocupação, independentemente de onde está localizada essa gordura – na barriga ou em todo o corpo. Muitas vezes, quando os pais suspeitam de que a criança está com sobrepeso, já se trata de um caso de obesidade.

Os chás que prometem redução de gordura não têm esse efeito, por isso não devem ser usados como remédio. Esses líquidos não contêm calorias, mas são apenas uma maneira saudável de se hidratar.

Usar cintas, faixas ou macaquinhos no abdômen ajuda a modelar a silhueta, não a perdê-la. Aparelhos que esfriam ou esquentam o corpo e anunciam que diminuem a gordura também não funcionam.

Tomar muito líquido não causa barriga, mas é preciso ter cuidado com os tipos de bebida consumidos. Os que contêm muito açúcar e álcool podem ser prejudiciais, pelo excesso de calorias. Água, chá e sucos de baixa caloria – como limonada e suco de maracujá – são os mais indicados.

Os exercícios aeróbicos são mais importantes para quem tem barriga. Às vezes, a pessoa já está com um abdômen musculoso e tonificado – de tanto fazer abdominal –, mas essa região definida está sob uma camada de gordura que precisa ser eliminada.

Calça jeans muito apertada e de cintura baixa, que marca a cintura, não aumenta a barriga, mas faz com que ela fique mais evidente. A minilipoaspiração, ou hidrolipo, retira apenas a gordura da camada superficial – a interna permanece.

Quem está com barriga e quer eliminá-la fazendo esportes apenas nos fins de semana deve consultar um médico para uma avaliação. Apesar da queda do metabolismo com o passar dos anos, se o indivíduo tiver uma alimentação equilibrada e fizer atividade física, pode perder peso.

A gordura das coxas e do quadril pode ser genética e que o acúmulo na barriga é o pior tipo, pois está relacionado ao aumento das taxas de glicose, à pressão alta e a alterações do colesterol.

 

Fonte: BEM ESTAR

Sem votos

Comentários