O PROCESSO DE RENOVAÇÃO CELULAR DA PELE

Constantemente ouvimos alguém dizer sobre fazer uma esfoliação para remoção de células mortas, mas muitas vezes achamos que isso não é tão importante ou que não há necessidade. Mas o mais importante é saber que, nossa pele já passa por tal processo sozinha, pois nosso corpo é uma máquina que funciona incansávelmente...

Sabemos que nossa pele possui três camadas: Epiderme, Derme e Hipoderme.

A Epiderme é a primeira camada da pele, conhecida também como extrato córneo da pele, não possui vasos sanguíneos mas é a camada que se encontra mais externa em nosso corpo e é também nela que acontece um processo muito importante para a saúde da nossa pele.

Dentro da Epiderme, encontramos a camada basal, também conhecida como camada germinativa e leva esse nome porque é nela que as células nascem com um formato mais arredondado; as células mais novas empurram as maduras para cima e assim estas vão subindo e se tornando achatadas para conseguirem resistir melhor ao atrito. Elas vão se acumulando com uma proteína chamada queratina que é produzida pelo nosso organismo. Quando estas alcançam o extrato córneo da pele, descamam e morrem.

Este é o processo de RENOVAÇÃO CELULAR DA PELE  que em uma pele saudável acontece mais ou menos uma vez à cada 28 dias e em uma pele mais madura é claro que esse processo demora mais um pouco para acontecer; já em uma pessoa com Psoríase, esse processo acontece uma vez à cada 72 horas.

Quando esfoliamos a pele, retiramos essa camada de células mortas e a pele entende que precisa de mais proteção, então novamente esse processo se inicia, beneficiando a beleza da pele, porém é importante que se faça uma proteção e uma intensa hidratação após uma esfoliação, assim, aceleramos o processo mas não deixamos de cuidar das novas células que estão a caminho.

Average: 4.3 (9 votes)

Comentários