Kama Sutra para Casais Modernos

imagem de Regina Racco

Regina Racco

Rio de Janeiro, RJ Nível 4
4 fãs 2.061 pontos 158001 visitas recebidas

foto do livro Pirulito e Outras Delícias
 
Em alguma época entre 100 e 400 dc, na Índia, surgiu escrito em sânscrito, os ensinamentos do kama sutra. Textos que tinha como destinatários os nobres da Índia. E foi um nobre, Vatsyayana quem os escreveu. Eles estão inseridos na concepção de mundo da religião hindu. Na visão de seu autor, embora a prática levasse ao prazer, o objetivo primeiro era a elevação espiritual do homem.

Kama é o nome de uma divindade hindu que simboliza o desejo e o amor carnal e Sutra, conjunto de ensinamentos. Kama é uma das pontas do triangulo da religião hindu significa amor, prazer, satisfação. Os outros dois são Dharma e Artha. Dharma é a plenitude religiosa e Artha a aquisição de bens materiais.

Os hindus acreditam que o homem deve praticar Dharma, Artha e Kama, recebendo o melhor e usufruindo todo o prazer sem, contudo, tornar-se escravo de suas emoções, mantendo o total controle e sem jamais perder a sua virtude.

Para os nobres, aquele era um tempo em que podiam se dedicar ao estudo e aperfeiçoamento de suas habilidades sociais, religiosas e sexuais. E seus estudos o levavam ao total controle das metas apontadas em seus ensinamentos religiosos.

darma - mérito religioso
artha – bens materiais
kama - prazer sexual.

O kama sutra é a parte desse ensinamento responsável pela conquista do prazer sexual.

Trata-se de um conjunto de regras sobre a prática do amor, segundo os princípios desta filosofia, que transforma o sexo em uma experiência fantástica e única.

Suas posturas lembram a yoga, algumas nos parecem tão impossíveis de conseguir que é até difícil pensar que os amantes assim envolvidos tenham realmente prazer.

 
Nessa forma de praticar o sexo, homens e mulheres se empenham não em buscar rapidamente o prazer o que inviabilizaria a pratica e sim em manter em alta a excitação e o controle. Principalmente o homem. Aliais, o homem que pratica o sexo tântrico, conquista além de um controle maravilhoso, também a capacidade de alcançar orgasmos secos (prazer sem a ejaculação) e até mesmo multi-orgasmo, que se pensava até a bem pouco tempo ser possível somente às mulheres.
 
A busca pela perfeição das posturas, leva os parceiros a um nível de parceira fantástica. Conheço casais que se descobriram muito mais apaixonados e felizes depois que começaram a prática. Isso acontece porque a proximidade, o tempo que dedicam ao intercurso sexual, a troca energética, eu diria a soma energética, tudo contribui para que se tornem realmente unidos.
Treinar é uma delicia. A quem diga que quando se começa a pratica do sexo tântrico, com as posturas do kama sutra, nunca mais se tem vontade de voltar ao velho costume da “transadinha” em cinco minutos.
 
Penso que tudo que fazemos para a nossa felicidade e a felicidade de quem amamos é importante demais para ser medido por um relógio e já disse isto em outra matéria.
E acho que devemos viver tudo que possa nos realizar. E afinal, conhecer e praticar o kama sutra são formas de entender porque até hoje esses ensinamentos são tão famosos.
 
Vivemos novos tempos em nossa vida, e no sexo não seria diferente. Buscamos o novo, ansiamos pela quebra da monotonia e isso é fácil e está ao nosso alcance. Basta abrirmos o coração e mente e não ter medo de experimentar.
 
Regina Racco
 
Sem votos

Comentários

Regina Racco

Obrigada, Agileno. Para mim é um prazer escrever as matérias que posto. Sei que assim estou contribuindo com um pouco de conteúdo exclusivo,espero que goste sempre.