De acordo com a Anvisa bebês não podem comer mel

Crianças com menos de 1 ano não podem consumir mel por causa do botulismo intestinal.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alerta para o perigo de bebês com menos de um ano de idade consumirem mel. Isso porque o mel brasileiro pode estar contaminado com uma bactéria chamada Clostridium botulinum, responsável pela transmissão do botulismo.

De acordo com publicações efetuadas pelo Ministério da Saúde, como o Manual Integrado de Vigilância Epidemiológica do Botulismo, e resultados de pesquisas que têm como foco o mel brasileiro, verificou-se que de 100 amostras analisadas, em 6 estados brasileiros, 7% estavam contaminadas.

Por causa disso, que em discussão na Câmara Técnica de Alimentos, fórum formado por especialistas, foi decidido que pais e educadores deveriam ser orientados a não dar esse alimento para crianças com menos de 1 ano.

Isso porque o botulismo intestinal só afeta crianças que ainda não têm a flora intestinal completamente desenvolvida e pessoas que tenham algum tipo de distúrbio relacionado a essa flora. Fora essas exceções o resto da população é imune ao bacilo.

É importante lembrar que essa doença só se instala quando os esporos do Clostridium botulinum estão na forma vegetativa, pois é apenas nesse estágio que o bacilo se multiplica e libera toxinas. É por causa disso que o trabalho que a Anvisa está realizando é apenas preventivo, pois considerando o alto teor de açúcar do mel e seu baixo movimento de água, as chances de serem encontrados esporos na forma vegetativa nessa substância é quase nula.

Sem votos