Gripe suína

Saiba tudo sobre gripe suína. Quais os sintomas, como se prevenir, vacina e tratamentos conhecidos.

Gripe suína virusO Banco de Saúde está reunindo aqui as principais informações sobre a gripe suína. Todos os dados são revisados por nosso editorial médico e buscam manter a população a par das medidas necessárias para proteger sua saúde.

A gripe suína encontra-se em estágio de transmissão sustentada no Brasil, mas não existe motivo para alarmismo, já que a estrutura do vírus permanece a mesma, mantendo o mesmo potencial de infecção e letalidade em torno de 0,5%.

O que é gripe suína?

Como as pessoas, os porcos podem pegar influenza (gripe), mas os vírus que os atacam não são os mesmos que adoecem os seres humanos. Gripe suína, geralmente, não afeta as pessoas, e os raros casos que aconteceram no passado foram com pessoas que tiveram contato direto com suínos.

Porém, o surto atual de gripe suína é diferente. É causada por um novo vírus da gripe suína (H1N1), uma espécie de mutação que se propagou a partir de pessoa para pessoa, e isso está acontecendo entre quem não teve qualquer contato com suínos.

Quais são os sintomas da gripe suína?

Os sintomas da gripe suína são semelhantes aos de uma gripe comum, e incluem febre, tosse, garganta inflamada, dores no corpo, dores de cabeça, calafrios e fadiga. Algumas pessoas infectadas têm relatado diarréia e vômitos.

Estes sinais podem também ser causados por muitas outras doenças, logo, apenas a análise dos sintomas não podem diagnosticar a gripe suína, apenas exames laboratoriais. Como diferenciar entre gripe comum e gripe suína?

A gripe suína é uma doença grave?

Os casos de gripe suína estão bastante variados. Enquanto no México pessoas morreram ou estão em estado grave, alguns casos nos Estados Unidos são de gravidade média. No Brasila a taxa de letalitade permanece em torno de 0,5%.

Mas isso pode mudar. O vírus pode se transformar, e se tornar mais ou menos perigoso.

Cientistas estão atentos, analisando o vírus para tentar prever o que irá acontecer futuramente, mas especialistas advertem que é difícil prever quando e como o vírus da gripe irá mudar.

O que uma pessoa que suspeita estar com gripe suína deve fazer? Quando deve marcar uma consulta médica?

Quem está com sintomas da gripe suína deve ficar em casa, e, quando tossir ou assoar o nariz, cobrir a boca e o nariz com um lenço. Após descartar o lenço, deve lavar as mãos cuidadosamente. Essas medidas podem prevenir a propagação da doença.

Consultas médicas devem ser marcadas o mais rápido possível por quem apresenta sintomas, principalmente se a pessoa esteve recentemente em alguma área de risco, ou após contato com alguém que esteve.

O médico não pode determinar se uma pessoa está ou não com gripe suína apenas observando sintomas, mas ele está habilitado para realizar exames laboratoriais que serão enviados para departamentos de saúde aptos para detectar a doença. Os exames estão sendo realizado somente em casos graves.

Reconheça os sintomas de gripe suína aqui.

Como a gripe suína se espalha? Através do ar?

O novo vírus da gripe suína espalha-se de maneira semelhante à gripe comum. Você pode se contaminar entrando em contato direto com uma pessoa doente ou após coçar os olhos, boca e nariz depois de tocar algum objeto que ela tocou recentemente, por exemplo. Por isso, lavar as mãos deve se tornar um hábito, mesmo entre quem não está doente.

Pessoas infectadas podem começar a propagar o vírus um dia após o aparecimento dos sintomas, e por sete dias após ficar doente, de acordo com o Centers for Disease Control (CDC).

O vírus da gripe suína pode se espalhar pelo ar se uma pessoa infectada tossir ou espirrar sem cobrir o nariz e a boca.

Como a gripe suína é tratada?

O novo vírus da gripe suína é sensível às substâncias fosfato de oseltamivir e zanamivir. O CDC informou que medicamentos para prevenir ou tratar a gripe suína são mais eficazes quando tomados dentro das primeiras 48 horas em que os sintomas foram percebidos. Mas nem todos necessitam desses medicamentos, muitas das primeiras pessoas nos Estados Unidos com casos confirmados de gripe suína se recuperaram sem tratamento. O Department of Homeland Security liberou 25% do seu estoque de medicamentos que combatem a gripe suína.

Especialistas de saúde têm solicitado que as pessoas não façam estoques dessas substâncias e não se auto-mediquem.

Existe uma vacina que combate a gripe suína?

A Organização Mundial de Saúde e diversos laboratórios farmacêuticos estão pesquisando sobre o vírus e já existem vacinas disponíveis.

No Brasil a vacinação será feita nos postos de saúde focando as populações de risco.

Saiba tudo sobre a vacina de gripe suina.

É arriscado comer carne de porco?

Não. A carne de porco não pode transmitir gripe suína, já que a alta temperatura necessária para preparar o alimento mata o vírus.

O que eu posso fazer para me informar?

Acompanhe o que está acontecendo na sua cidade, no seu país, e no mundo.

Departamentos de saúde de onde você vive, e de outros lugares, estão sempre disponibilizando informações importantes a respeito da gripe suína, e do quanto a doença está se propagando. Você também pode ligar para o Disque Saúde - 0800 61 1997, a Central de Teleatendimento do Departamento de Ouvidoria Geral do SUS, para receber informações sobre doenças e registrar reclamações, denúncias e sugestões.

Não entre em pânico, mas tenha em mente que medidas preventivas são sempre úteis.

Quais as medidas de prevenção?

  • Usar máscaras cirúrgicas descartáveis durante toda a permanência em locais com aglomeração de pessoas e pouca ventilação pode ajudar a evitar o contágio, mas não é 100% eficaz.
  • Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com um lenço, preferencialmente descartável.
  • Evitar locais com aglomeração de pessoas.
  • Evitar o contato direto com pessoas doentes.
  • Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal.
  • Evitar tocar olhos, nariz ou boca.
  • Lavar as mãos frequentemente com sabão e água, especialmente depois de tossir ou espirrar.
  • Em caso de adoecimento, procurar assistência médica e informar história de contato com doentes e roteiro de viagens recentes a esses países.
  • Não usar medicamentos sem orientação médica

Já existiram surtos anteriores de gripe suína?

Sim. Houve um surto gripe suína em Fort Dix, Nova Jersey, em 1976, entre militares. Durou cerca de um mês e desapareceu misteriosamente, tal como apareceu. Uma pessoa morreu entre as 240 que foram infectadas.

A gripe suína que se espalhou em Fort Dix foi um tipo da H1N1. Essa variação também foi responsável pela catastrófica pandemia de 1918-1919, que resultou em milhões de mortes.

O que quer dizer pandemia?

A Organização Mundial da Saúde declarou a gripe suína como uma pandemia. A elevação da classificação da gripe suína para o nível seis que indica que sua incidência passou a afetar um número maior de países, 74 no total, com 27.737 infectados pelo vírus AH1N1 e 141 mortes.

Entenda os níveis de alerta da OMS e as implicações de uma pandemia.

Sem votos