4 dicas para lidar com sintomas da gravidez

Descubra como atenuar gases e enjôos!

De acordo com especialistas, por mais que as mulheres pensem que estão totalmente preparadas para lidar com a gravidez, sempre aparecerão sintomas inesperados que muitas vezes podem também ser desconfortáveis, embaraçosos ou estranhos. Saiba como lidar com eles!

1. Gases e arrotos

Gases e arrotos são comuns em todas as pessoas, porém, durante a gravidez, se tornam mais frequentes. A obstetra Laura Riley, do Massachusetts General Hospital, em Boston (EUA), afirma que o excesso de gases é realmente bastante comum entre as futuras mamães, principalmente no primeiro trimestre da gravidez.

Ela explica que os altos níveis do hormônio progesterona durante a gravidez relaxam o intestino e desaceleram o processo digestivo, colaborando para a formação de gases e incômodo no estômago.

Cortar do cardápio alimentos como feijão, repolho ou brócolis, além de evitar água gaseificada e refrigerantes, por exemplo, pode ajudar a diminuir o problema. Procure sempre fazer uma alimentação com bastante verduras, legumes e frutas.

Riley não recomenda o uso de medicamentos. Para a obstetra, não é uma boa idéia utilizar medicamentos que não são realmente necessários durante a gravidez. Em caso de dúvida, marque uma consulta com o seu médico, que ele poderá te orientar corretamente.

2. Vômitos e enjôos

Histórias de mulheres que sofrem de enjôos matinais no início da gravidez são lendárias. Mas o que muitas futuras mamães não sabem é que, rapidamente, simples enjôos podem se transformar em fortes náuseas e vômitos.

Kathryn Macaulay, professora de obstetrícia e ginecologia da Universidade da California, nos EUA, explica que a náusea é algo muito comum durante a gestação. Porém, ela acrescenta que as grávidas podem tomar algumas medidas para evitar que os enjôos fiquem muito fortes, como chupar limão, gelo ou utilizar gengibre no preparo de alimentos.

Já as recomendações de especialistas da Universidade de São Paulo (USP) são as seguintes:

  • Ao acordar, coma duas ou três torradas e espere alguns minutos antes de levantar;
  • Coma alimentos frios, secos ou pastosos, mingaus, vitaminas;
  • Coma devagar e mastigar bem os alimentos;
  • Evite alimentos gordurosos e muito condimentados;
  • Fracione a dieta em pequenas refeições ao dia;
  • E além do limão e do gengibre, utilize ervas frescas ao preparar as refeições, e beba água de coco.

Caso você apresente um quadro mais grave de enjôos, procure ajuda médica.

3. Incontinência urinária

Não é boato, é verdade. Gravidez e incontinência andam de mãos dadas.

Segundo Macaulay, isso acontece porque o crescimento do útero pressiona a bexiga, fazendo com que seja difícil segurar mesmo uma pequena quantidade de urina.

A professora afirma que ingerir menos líquidos durante o dia pode te ajudar a sair sem correr riscos de fazer xixi na roupa. Porém, durante a noite você terá que repor o que não bebeu de dia, o que não significa apenas uma noite de viagens ao banheiro, mas também a possibilidade de molhar a cama.

4. Perda de memória

Você já pegou o telefone para ligar para alguém e esqueceu pra quem era? Já foi ao mercado comprar algo e chegando lá, esqueceu o quê? Não se preocupe. Muitas mulheres gestantes são acometidas por esquecimentos momentâneos, geralmente no início do segundo trimestre da gravidez.

Embora muitas pessoas culpem as mudanças hormonais que ocorrem durante a gestação, Macaulay acredita que é mais provável que os horários e responsabilidades das futuras mamães sejam responsáveis pelos esquecimentos, já que elas estão tentando gerenciar, ao mesmo tempo, todas as obrigações normais, os sintomas gravidez, as preocupações com o bebê e com o futuro.

Por isso, Riley afirma que o ideal é a grávida relaxar e perceber que não pode fazer tudo ao mesmo tempo.

Leia também:

Sem votos